Xadrez Verbal

Xadrez Verbal #178 Brexit Deadline

OUÇA O PODCAST

Óia o acordo do Brexit… É mentira! Mais um acordo entre o governo de Theresa May e a União Europeia, mais uma rejeição no Parlamento, mais uma vez o Parlamento não querendo assumir nada, mais uma vez a bomba ficando no colo da May, mais uma vez incógnitas e saída de empresas do Reino Unido, mais uma vez a gente explicando tudo isso, mais uma vez aproveitando para girar pela Europa.

Também acompanhamos os preparativos e as expectativas da visita de Bolsonaro aos EUA na semana que vem. O que pode ser discutido, os possíveis resultados, além de um giro pelos rumos do Itamaraty e pela América Latina. Voltamos ao Oriente Médio, explicando tudo que você precisa saber sobre o novo governo na Argélia e as relações entre Irã e Iraque.

Posts Relacionados

12 comentários em “Xadrez Verbal #178 Brexit Deadline”

  • Rafael Martinati disse:

    Oi Filipe e Matias,

    Em Limeira, não houve a revolta dos colonos, como escrevi. Desculpe. Houve sim a A Revolta de Ibicaba, também chamada Revolta dos Parceiros ou Revolta dos Imigrantes (colonos), que foi a rebelião dos trabalhadores estrangeiros da Fazenda Ibicaba, em Limeira, no ano de 1856, contra a exploração do trabalho pelos senhores brasileiros, que haviam optado pelo sistema de parcerias em substituição à escravidão.

    A fazenda Ibicaba pertencia ao Senador Nicolau Vergueiro (um dos regentes da tríplice regência).

    Uma boa referência está no artigo Ibicaba Revisitada Outra Vez, de Felipe Landim, acessível em

    http://www.scielo.br/pdf/anaismp/v25n1/1982-0267-anaismp-25-01-00301.pdf

    Abraços

  • Sylvia Tamie disse:

    Queridos Filipe e Matias, essa semana gostaria de mandar um abraço para os alunos do cursinho pré-vestibular da Psicologia da USP. Na minha turma de Redação, há alguns que pretendem cursar Relações Internacionais e já mandei todos ouvirem o Xadrez Verbal.

    Dito isso, a expressão certa é “pinçar” um comentário (de pinça), não “pincelar”, que é sinônimo de “pintar”. A não ser que tenha sido isso mesmo o que você quis dizer, claro.

  • A partir de que indício pode se dizer que os EUA foram os útlimos a supender voos com esta aeronave por se tratar de uma companhia americana? Por acaso os lucros obtidos com seu uso irão pagar a montanha de processos que estado e companhia terão de arcar com a permanência de um equipamento condenado?

  • Anderson Henrique Zotto Tejero da Silva disse:

    Quando vocês começaram a falar de Carlos Martel, eu passei 15 minutos achando que vocês estavam falando do cantor de tango, Carlos Gardel. Até que você menciona as batalhas da baixa idade média e eu me dei conta de quem falavam. Algumas figuras históricas precisam trocar de nome urgentemente.

  • Giovanni Felipe Castagna disse:

    Olá Matias e Filipe, sou formado em Direito no Brasil mas atualmente sou caminhoneiro aqui na Alemanha e sigo ouvindo Xadrez verbal entre as minhas jornadas. É muito bom ouvir notícias no bom e velho português, vocês são meus companheiros inseparáveis no meu trabalho entre outros podcasts, no entanto vocês são os meus preferidos porque dependendo do que vocês falam, observo o preço da gasolina oscilar.

    Forte abraço!

  • Otávio Silva disse:

    A politica brasileira, hoje em dia, é um grande episódio do House Of Cards, só que escrito pelo Casseta e Planeta. Cada dia uma bizarrice diferente.

  • Felipe Henrique da Silva disse:

    Olá Felipe e Matias;

    Sempre ouço o programa durante as viagens diárias ao trabalho, partindo da emancipada Várzea Paulista e destino à também emancipada Itupeva/SP, antigos distritos da “Terra da Uva [e Morango?]” e, agora, de acordo com o Wikipedia “Capital Nacional da Logística”, Jundiaí, terra do outrora glorioso Paulista [Futebol Clube], campeão da Copa do Brasil de 2005, hoje enfrentando dificuldades para manter o tradicional nome no circuito futebolístico do interior de São Paulo.

    O programa é a garantia de que o tédio do trânsito não impere e para atualizar nas atualidades do xadrez da política informal!

    Um imenso abraço e tudo de melhor!

  • Você sabe que Brexit um uma péssima ideia quando, fica com pena da TT. Não sei se devo me sentir mal por comemorar a derrota dela no parlamento.

  • André Fraga disse:

    Olá caros Filipe e Matias,

    Acompanho o trabalho de vocês a um bom tempo, já espalhei as suas palavras entre amigos e colegas de trabalho, mais essa é a primeira vez que irei comentar.
    Na verdade não é um comentário, mas sim um pedido. Espero que a pauta de vocês para o próximo episódio fale do encontro do Bolsonaro e do Trump e gostaria que explicassem a diferença entre a OMC e a OCDE, pois as grandes mídias não estão sabendo passar as vantagens e desvantagens desse acordo.

    Abraço.

  • JARDEL CAVALCANTE disse:

    Eu pessoalmente fiquei muito triste com o que foi dito referente ao caso Cesare Battisti, vamos lá, se um cara mata alguém e depois de preso fala que matou porque na época achava que era o certo a fazer, isso que dizer que ele estava certo em fazer o que fez?, e se ele matou junto com outras pessoas, temos que comemorar que ele foi preso e não entregou nenhum dos comparsas?

Deixar um comentário para Giovanni Felipe Castagna Cancelar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>