Xadrez Verbal

Xadrez Verbal #186 Tensão no Golfo Pérsico

OUÇA O PODCAST

Quatro anos da sua revista semanal de política internacional em formato podcast! Como vocês ainda nos aguentam? Chegamos falando tudo o que aconteceu na última semana em relação ao Irã; o envio de um porta-aviões pelos EUA, a suspensão de partes do acordo nuclear, a reação da Europa, além de muitas outras notícias do Oriente Médio, incluindo uma marmelada turca.

Passamos pela nossa vizinhança, com tentativa de assassinato de um parlamentar na Argentina, eleições no Panamá, as andanças do atual chanceler brasileiro e, claro, Venezuela.

Finalmente, fomos até a Ásia, do leme ao pontal. Relações comerciais entre China e EUA, mísseis na Coreia do Norte e as eleições na Tailândia!

Posts Relacionados

15 comentários em “Xadrez Verbal #186 Tensão no Golfo Pérsico”

  • Arthur de Sousa Marques disse:

    Salva meus caros amigos Filipe e Matias,

    Obrigado pela menção no último episódio. Tentei deixar o comentário curto e espero que não tenham se ofendido com brincadeira de Lisley.

    A comparação dela com a voz do Brasil e por me chamar de vovô se deve ao fato dela ter crescido na casa do avô e ele sempre escutava o programa então é uma memória afetiva.

    Assim como eu, ela é uma ouvinte assídua e sempre escutamos vocês nos cafés da manhã ou no caminho ao trabalho.

    Perdão pela piadinha

    grande abraço

  • Victoria Oswaldino disse:

    Olá Matias e Felipe!
    Sou uma ouvinte mais nova mas queria engrossar o coro da galera q ta pedindo por mais notícias sobre o AMLO. Também li o texto na Bloomberg sobre a centralização de poderes e as estratégias políticas do presidente mexicano e gostaria de ouvir vocês cobrindo esse tema.
    Eu adoro o programa, tenho ouvido os antigos pra acompanhar o q vocês repercutem agora e to tentando convencer meu companheiro e minha mãe a ouvirem o Xadrez Verbal.
    Muito obrigada pelo trabalho de vcs!

  • Abner Medeiros disse:

    Olá caros podcasters meu nome é Abner tenho 17 anos sou de Santa Bárbara d’Oeste e escuto o xadrez verbal há pouco mais de um ano, peço que mandem um abraço para meu Gabriel que cursa junto comigo edificações e mês passado fez aniversario, ele sempre ouve o podcast e comentamos na escola sobre, Desde já agradeço por sempre trazer conteúdo de qualidade para todos e que XV cresça cada vez mais

  • Oi pra vocês.

    Sobre as dicas culturais, existe um livro que mistura os dois temas escolhidos por vocês: O Conde Negro, de Tom Reiss, que conta a história do PAI do Alexandre Dumas pai, um mulato nascido no Haiti e que foi general do Exército de Napoleão e também entra nas primeiros esboços de se tratar as pessoas com igualdade, durante a Revolução Francesa. Não é um aspecto comumente abordado (ou talvez seja ignorância minha). As injustiças sofridas por seu pai teriam inspirado Dumas em O Conde de Monte Cristo.

    Aproveito pra pedir um fronteiras sobre o Haiti

    Vale uma espiada.

    Abs

  • Oi pessoal.

    Sobre as dicas culturais, gostaria de sugerir um livro que entrelaça os dois temas escolhidos por vocês: Conde Negro, de Tom Reiss. É uma biografia do PAI de Dumas Pai, um mulato de sangue nobre, nascido no Haiti. Ele se tornou general do exército francês, mas sua carreira não terminou muito bem. Talvez tenha inspirado O Conde de Monte Cristo. Ainda mostra as raízes dos direitos civis na Revolução Francesa, assunto pouco abordado.

    Vale muito uma olhada.

    Abs

  • Victor Bonesi disse:

    Com o problema no Spotify acabei por ouvir o programa aqui na C3 e aproveito pra deixar meus parabéns ao melhor podcast do Brasil, desenvolvo dispositivos eletrônicos e acompanho vocês desde o final de 2015 religiosamente e já converti a minha dupla de TCC a ouvir vocês, então mandem um salve pro Murilo!

    E eu apesar de nunca comentar, defendo a sessão de comentários no inicio do programa leve o tempo que precisar!

  • Alex Santos disse:

    “Sofri” é pretérito perfeito, o presente do verbo sofrer é “sofro”. Que força vocês fazem pra interpretar mal as palavras da Leticia Catelani em. [96:50 ~97:10]. Analfabetismo funcional é complicado.

  • Rafael Gonçalo disse:

    Boa noite,

    Sobre o filme chinês comentado pelo Filipe no meio do programa, “recomendo” o filme “Terra a deriva” também disponível na famosa plataforma de stream.

    Ele também é chinês com uma pitada de propaganda nacionalista. Lembrando filmes como “Independence Day” e “O dia depois de amanhã”, com um toque de provérbio chinês.

    Bom, sei que não é um podcast de cultura pop mas vou fazer um breve resumo do plot: cientistas descobrem que o Sol vai crescer e entrar em colapso muito antes do que previsto, para ser exato, em 100 anos ele vai engolir a terra, em 300 anos não vai ter mais sistema solar. A solução é simples, instalar milhares de mega fucking propulsores (em uma cena, aparece um desses propulsores sobre Paris, e a torre Eiffel parece um chaveiro) em um dos hemisférios da Terra para levar o nosso frágil planetinha para novo sistema solar à uma distância de 2.2 anos luz. Nesse processo metade da população morre e a outra metade é obrigada a morar no subsolo por causa das temperaturas que chegam a 80 graus negativos.

    O filme tem suas reviravoltas e vai ficando ao mesmo tempo estranho e previsível. Um verdadeiro enlatado chinês.

    Parabéns pelo podcast, me ajuda muito a quebrar o gelo nos bares da vida. Um forte abraço e um beijo em alguma vértebra aleatória.

  • Sei que a galera reclama da parte de recados do programa, mas eu adoro! Me faz lembrar quando ouvia Espaço Rap na 105fm.
    Enfim, queria mandar um salve para minha namorada, Valquiria Garcia do Jardim Helena (Z/L), que depois do último episódio revelou ter ciumes do Matias por que ouvir XV (e outros podcasts da casa) compulsoriamente, mas que aos poucos está gostando dessa mídia…

    Lucas de Pirituba (Z/O) (irmão do André)

    PS: estamos morando em Curitiba

  • Otoniel Cardoso disse:

    Olá Filipe e Matias… Sou licenciado em história e trabalho no parlamento da minha cidade… Deixo aqui meu testemunho de como o xadrez verbal tem me ajudado a agregar conhecimento e também na indução do sono… Vocês são uma espécie daquelas fitas K7 dos anos 90 onde a promessa era aprender inglês dormindo… No caso de vocês eu aprendo história e política internacional… Parabéns pelo trabalho! Manda um abraço para minha esposa Deyse e minha filha Olívia!

    Otoniel – Arapoti/Paraná

  • Jefferson Oliveira disse:

    Salve Matias e Filipe! Mandem um beijo e felicitações para minha esposa Marília que fez aniversário no dia 12. Ela é Maravilhosa, Psicóloga e recém convertida em ouvinte do Xadrez Verbal. Agora fico esperando-a para ouvirmos eem diversas manhãs ela pergunta se não tem Xadrez para ouvir!
    Abraços!

  • BRUNO STELMACH PESSI disse:

    Grandes Filipe e Matias.
    Quero iniciar agradecendo e parabenizando vocês pelo ótimo programa. Sou ouvinte frequente do Xadrez Verbal e do Fronteiras Invisíveis do Futebol. Os programas me acompanham na ida e volta diária de Porto Alegre a Guaíba, onde trabalho como professor de História. Graças à indicação do grande amigo, infelizmente gremista e vivendo na Alemanha, Gabriel Quaresma, acompanho desde 2017 os programas mencionados. Trabalho também em um Colégio particular em Porto Alegre e, inspirado pelo Xadrez Verbal, estou iniciando um grupo de debates sobre relações internacionais com os estudantes do ensino médio. Queria pedir algumas dicas de materiais introdutórios para iniciar um debate sobre o tema com os alunos. Mandem um abraço pro Quaresmão, sua esposa Ana e a filha Rita! Muito obrigado, um grande abraço para vocês, ótimas alvoradas e crepúsculos!

Deixar um comentário para Alex Santos Cancelar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>