Dibradoras

Dibradoras #112 Milene Domingues

OUÇA O PODCAST

DIBRADORAS #112
Pioneira, atleta e mãe

O papo da semana rolou com Milene Domingues, ex-jogadora de futebol e atual embaixadora do time feminino de futebol do Corinthians. Quer dizer, nem dá pra falar que Milene abandonou os gramados, afinal ela ainda dibra muito pelo mesmo Corinthians (futsal), no Hebraica (society) e ainda é adepta do Muay Thai.

Aos 38 anos, Milene ainda ostenta a mesma simpatia e fisionomia de 20 anos atrás e, durante o papo, nos contou sobre seu início no esporte. “Tenho irmãos mais velhos e, quando garota, tinha a minha própria bola, assim eles não me proibiam de jogar. Comecei a fazer embaixadinhas brincando, imitando o Maradona. Fiz muitas apresentações em eventos e em intervalos de jogos, mas eu queria mesmo era ser jogadora de futebol”, contou.

Milene jogou pelo Corinthians e disputou o Paulistana, o primeiro campeonato paulista da categoria. Por conta do nascimento de seu filho Ronald, a ex-atleta precisou se afastar dos gramados, mas sabia que seu retorno aconteceria na sequência. Milene defendeu o Fiammamonza da Itália e as equipes espanholas Rayo Vallecano (2002-04), Torrejón (2004-2007) e Pozuelo Féminas (2007-09).

Milene também tem história pela seleção brasileira, onde jogou entre 2003 e 2006. Participou do Mundial nos Estados Unidos e chegou a figurar a pré-lista de convocadas para os Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas. “Foi uma época muito difícil pra mim por conta do Ronald. Eu não conseguia ficar longe dele e isso afetou meu rendimento. O Renê Simões foi um gentleman comigo quando me avisou que não estava convocada, ele sabia que se fosse em outra época da minha vida, eu estaria melhor e faria parte do grupo”.

Milene ainda reforçou que sua contribuição para melhora do futebol feminino aconteceu muito mais fora do que dentro de campo. “Eu sempre exigi melhores condições pra gente, sempre falei e me posicionei. Não achava justo muitas coisas e sempre cobrei. A mídia falava muito da minha presença na seleção por também ser esposa de um jogador famoso que, como eu, iria disputar uma Copa do Mundo e eu aproveitava essa visibilidade pra falar sobre os problemas que o futebol feminino enfrentava”, revelou.

O bate-papo foi bem descontraído e cheio de revelações bacanas. Pode ouvir!

Posts Relacionados

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>