Paddockast

F1 2020: PIERRE GASLY x CARLOS SAINZ – a análise do GP DA ITÁLIA | Briefing

OUÇA O PODCAST

Lewis Hamilton, que largou na pole-position, liderava a corrida com enorme tranquilidade. Até que sua história na prova mudou depois do acionamento do safety-car em razão do abandono de Kevin Magnussen. A Mercedes chamou o hexacampeão para os boxes quando o pit-lane ainda estava fechado, o que resultou em punição de stop-and-go de 10s e a consequente perda das chances de vitória. Valtteri Bottas, por sua vez, também foi muito mal desde a largada e, mesmo tendo o melhor carro do grid, jamais foi um concorrente direto pela vitória. Max Verstappen também teve um dia para esquecer e abandonou a corrida.

A Ferrari teve outro dia muito difícil na Fórmula 1. Na corrida 999 da sua história no Mundial, a mais longeva das equipes do grid viu o abandono de Sebastian Vettel logo nas primeiras voltas por conta de um problema nos freios traseiros. E pouco depois, Charles Leclerc provocou o maior susto do dia ao perder o controle da SF1000 e bater muito forte na curva Parabólica. Tudo bem com o monegasco, que saiu andando, mas a direção de prova acionou a bandeira vermelha, algo que ajudou a mudar a história da corrida.

O domingo também marcou a despedida da família Williams da Fórmula 1. Na esteira da equipe, vendida ao fundo norte-americano Dorilton Capital, Claire Williams saiu de cena e encerrou uma trajetória de mais de 40 anos o sobrenome que é sinônimo de vitórias e títulos no esporte a motor.

Posts Relacionados

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>