Fronteiras Invisíveis do Futebol

Fronteiras Invisíveis do Futebol #80 Venezuela

OUÇA O PODCAST

La Vinotinto

Penúltimo programa sobre nossos vizinhos, às vésperas da Copa América! Cruzamos a fronteira norte e fomos até a Pequena Veneza, ou Venezuela, país de rica História e de colonização complicada.

Sabia que alemães estiveram ali no século XVI? Passamos também pela independência do país, com a liderança de Simón Bolívar e o passado compartilhado com a vizinha Colômbia, como a batalha de Boyacá.

Partimos do fim da Grã-Colômbia para a Venezuela independente, com o bloqueio de 1902 e a descoberta de fartas reservas de petróleo, as maiores do mundo confirmadas hoje. As várias constituições, os golpes e as crises que fazem parte do cotidiano venezuelano.

Tudo isso, temperado pelo futebol (e beisebol) local, desde suas origens até os dias de hoje, com destaque para a Copa América que foi realizada no país. No mais, disso tudo, contamos com um relato do jornalista Paulo Fávero e a estreia da coluna desta enciclopédia ambulante chamada Ubiratan Leal!

Posts Relacionados

9 comentários em “Fronteiras Invisíveis do Futebol #80 Venezuela”

  • Erick Monteiro disse:

    Sempre ouço o podcast de vocês, parabéns pelo ótimo trabalho. Eu moro no Leste Europeu há anos, vivi na Hungria e hoje vivo na Lituânia. Quando teremos um “Fronteiras” sobre esses países? E se precisarem de ajuda na pronúncia de palavras em húngaro ou lituano, é só me escrever.

  • FELIPE CARDOSO VALE disse:

    Esse Fronteiras foi maravilhoso. Vocês estão cada vez mais fodaas.
    Aprendi muita coisa sobre a Venezuela, país que eu nunca teria ido atrás das informações se não fosse por vocês. Muito obrigado.
    Já acompanho vocês a algum tempo e terminei a pouco de maratona todos os episódios enquanto pego ônibus pra ir pra faculdade.
    Gostaria de pedir um abraço pra galera da Pós em psicologia da UFCe e um abraço especial pros grandes terra planistas do Ceará, Túlio, Dimitre, Guilherme e Franklin.

  • André Soares disse:

    Olá!
    Meus caros, o que vocês acham também de incluir no quadro “O Campo”, o histórico do futebol feminino, na região abordada no programa? Teria como?
    Abraços.

  • Irlan Simões disse:

    Alô @YoMatiasPinto e @XadrezVerbal não sei se eu que perdi o timing da ironia, mas o primeiro clube espanhol, o antigo Rio Tinto Foot-Ball Club (1878), hoje o Recreativo Huelva, também foi fundado por mineradores. Como foi na Venezuela.

  • Reinaldo Silva disse:

    Parabéns mais uma vez sempre gostei do uniforme original grená por me lembrar do meu muleque travesso e ser criativo diferente da Colômbia ,Equador e legal a história de ser mistura das 3 cores numa só e pena atual fornecedora italiana não chegar no brasil. Abraço forza Mooca

  • Gabriel Fonseca disse:

    Olá Filipe e Matias, só complementando um pouco sobre o melhor Venezuelano que atuou no futebol brasileiro, o Rómulo Otero possui ascendência Colombiana. O seu pai colombiano Rómulo Otero Córdoba, atuou no futebol Venezuelano nas décadas de 80 e 90 e também tinha características como a do seu filho, como habilidades em cobranças de faltas e chutes de longas distancias.

  • Deixo este comentário aqui só pra relembrar o Senhor FElipe Figueiredo que o mundo dá voltas.Há um ano atrás dei aquela empolgada dizendo que deviam ter falado mais de Mohamed Salah herói do título da Champions e este senhor zicou o Liverpool ao dizer que me precipitei, parece que o jogo virou, não é mesmo? Hahaha.
    Gostei bastante do quadro ” O Livro” e parabenizo o Ubira mas quero dar um puxão de orelha nele (se é que posso) por concordar com essa possível nova Champions League que tende a sucatear os campeonatos nacionais.

  • Dan Gaspar disse:

    o @ClubeDoRemo foi campeão da pequena taça do mundo em 1950 na Venezuela. Portanto foi o primeiro Campeão Brasileiro do Certame.

  • Luís Felipe Gonçalves disse:

    Excelente programa meus chapas. Só queria pedir um abraço pra mim e pro pessoal do curso de história da USC de Bauru e também pra minha cidade natal Bariri, e corrigir o Filipe que quando falou das constituições brasileiras ele falou da primeira constituição republicana como a de 1889, mas na verdade é de 1891. Entendo a câimbra mental eu também cai nessa.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>