Guilhotina | Le Monde Diplomatique Brasil

Guilhotina #62 – Juliano Medeiros

OUÇA O PODCAST

Bianca Pyl e Luís Brasilino recebem o historiador Juliano Medeiros, presidente nacional do Partido Socialismo e Liberdade (Psol). Ele defende no fim de março na Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB) a tese “A nova esquerda na América Latina: movimentos sociais, institucionalização e crise do progressismo”. Na pesquisa que Juliano compartilhou conosco na fase final de redação, ele faz um estudo de caso comparativo da história recente de três movimentos que classifica como sendo da nova esquerda: os estudantes chilenos, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) do Brasil e o também estudantil #YoSoy132, do México. Juliano procura explorar quais fatores favoreceram ou não a institucionalização dessas experiências. Diante das limitações da social democracia e da democracia liberal em oferecer respostas à crise de 2008, quais lições a esquerda pode tirar da história recente para propor alternativas ao neoliberalismo? Além da análise da conjuntura desses três países, expansível para apreender a situação do continente como um todo e das forças progressistas de diversas partes do mundo, conversamos sobre os riscos de crescimento da extrema direita, definições sobre o que seria uma nova esquerda, armadilhas e possibilidades colocadas pela luta institucional, entre outras questões.

Trilha: Natalia Lafourcade, “Un derecho de nacimiento”; e Los Prisioneros, “El baile de los que sobran” (Jorge González).

Posts Relacionados

Um comentário em “Guilhotina #62 – Juliano Medeiros”

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>