O Som das Torcidas #88 Cantos de Protesto

21/09/2016 | por:

Assine o Feed do Som das Torcidas!

Você pode ouvir o SDT assinando o RSS ou através do iTunes e do PlayerFM.

Devolve o Futebol pro povão!

Mauro Cezar Pereira sentou no nosso sofá de concreto para conversar com Leandro Iamin, Matias Pinto e Xico Pati sobre a preservação da cultura torcedora.

Hinchas argentinos, chilenos e colombianos, torcedores brasileiros e ultras italianos unem suas vozes contra cartolas, governo, imprensa e policia. Proteste conosco por um futebol mais popular e pela volta da festa nos estádios!

Conheça outras arquibancadas através do SDT

Acesse a página especial do podcast e visite também o site com a primeira temporada do Som das Torcidas em vídeo, numa turnê pelos estádios da capital paulista!

O Som das Torcidas #88 Cantos de Protesto

Utilize o código abaixo

Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo


4 Comentários »

  1. Sempre ia à Rua Javari quando a Inter jogava como visitante (até eles subirem ano passado). Devido às constantes campanhas sofríveis, frequentemente ia sozinho de ônibus – pegava o metrô no Tietê e descia na Bresser-Mooca e encontrava algum leonino da capital já dentro do estádio.

    Passava no Tustão Cebola pra tomar umas com os juventinos. Sempre fui muito bem recebido. Aprendi a admirar ainda mais o Juventus pela cordialidade do mooquense. No intervalo, sempre atravessava a divisória para comprar cannoli (com a camisa da Inter – no máximo ouvia uns “Caipira!” das cadeiras, mais do que justificado).

    Ano passado, foram dois jogos no Conde Rodolfo Crespi; trouxe duas piabas pra Limeira (2×0 e 4×0). Mas as derrotas nem doeram tanto. No primeiro jogo, vi uma fila imensa pra entrar no estádio. Passando rápido para me dirigir ao setor de visitantes percebi que o tipo “com muito orgulho, com muito amor” era maioria entre os que lá estavam. Muitos ali sequer sabiam que eu estava usando a camisa do time adversário.

    No segundo, foi ainda pior. Estava eu na fila dos cannoli quando uma repórter aborda o senhor que estava na minha frente. Segue mais ou menos o que eu presenciei:

    – Esses cannoli são um sucesso aqui na Rua Javari. – repórter
    – São, sim. E são bons mesmo. – senhor
    – O senhor não torce pro Juventus, né?
    – Sou. Venho aqui desde menino. – no que a moça pára a entrevista.
    – Não, tá errado. O senhor tem que me dizer que torce para um outro time e que veio no estádio hoje só por causa do cannoli. Vamos começar de novo – diz a repórter.

    Recomeça a matéria e na pergunta “o senhor não torce pro Juventus”:
    – Olha, eu torço pro São Paulo. Mas o Juventus é o meu segundo time.
    – Então o senhor não veio pra ver o jogo?
    – Não, não. Hoje eu vim aqui só pra comprar cannoli.
    – Realmente, os cannoli são um sucesso. Torcedores de outros times vêm até o estádio do Juventus só para experimentar. Para eles o doce tem até mais importância que o jogo.

    Foram dois dos piores sentimentos que tive num estádio de futebol. Em plena Mooca, a Meca do futebol alternativo.

    Comentado por Marcelo Morikawa — 21 de setembro de 2016 @ 19:28

  2. Som das Torcidas estilo futebol urgente.

    GOSTEI!

    Comentado por Caio Dias — 23 de setembro de 2016 @ 9:50

  3. Programa excelente.
    Cansei de discutir a questão do visitante com alguns amigos meus.
    Sou tricolor carioca e em 2015, a torcida do Fluminense foi com 6/7 ônibus até a Allianz Arena do Palmeiras no Brasileiro e cerca de 10 ônibus na semifinal da Copa do Brasil. Em ambas pagamos mais de 100 reais. Se não me engano, 120 e 140 respectivamente. Aqui, cobramos 50 reais pro visitante, mesmo valor que o setor correspondente.

    A maioria dos colegas acha certo que mudemos e cobremos mais caro mesmo que fora da lei e pouco se lixando pros torcedores visitantes. Eu, como torcedor que se amarra em ir a jogos fora, acho legal a postura do Fluminense. Mas realmente, fica difícil argumentar, quando os rivais todos cobram muito mais e nós seguimos “certinhos”. Enfim, é necessário nascer um movimento pró torcedores (sejam locais ou visitantes) que defenda a classe em todos os aspectos.

    ST

    Comentado por Ramon — 23 de setembro de 2016 @ 14:32

  4. Gostaria de saber o nome das músicas que foram colocadas no programa, que, diga-se de passagem, muito bom! Muito critico ao torcedor cliente e as novas politicas do futebol moderno.
    Sou de Londrina, torcedor somente do tubarão, e tenho um grupo de amigos que corroboram com os mesmos ideias.

    Comentado por Hugo Montagnini — 4 de maio de 2017 @ 11:08

RSS feed para comentários desse post. TrackBack URL

Deixe seu comentário

Últimos podcasts
Posts mais lidos do blog
vida
O Filme da Minha Vida (2017)
18/08/2017

Murilo Costa e o filme da semana no Central Cine BR




AMIZADE 9
Qualquer carinho entre LGBTs vira transa
09/08/2017

Gestos públicos de afeto entre gays ainda é visto como algo abominável




Acesse também
17-facebook-girls-in-the-house
22/08/2017

Raony Phillips, de Girls in the House, no ASTERISCO dessa semana!







Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo

mayweather-vs-mcgregor
22/08/2017

Tá chegando a hora…







Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo

ZNORADIO102
21/08/2017

Zé Trajano direto de Sevilla, na Espanha







Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo

Christensen, Wes (1949-...) Rhetorical device
21/08/2017

Um podcast erótico…







Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo

Aterciopelados
18/08/2017

Cinco temas que marcaram o gênero!







Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo

Charlottesville
18/08/2017

Os fantasmas da Guerra Civil seguem assombrando os EUA!







Ouça Leia Adicione à playlist Faça o download Insira na sua página

Utilize o código abaixo

Central 3 Redes Sociais
Open Mostrar player