Som das Torcidas

Plantão SDT Na Bancada #01 Botafogo S.A.

OUÇA O PODCAST

Os irmãos Moreira Salles finalmente apresentaram o estudo que encomendaram junto à Ernst & Young para oferecer ao Botafogo Futebol e Regatas um futuro melhor. Como era esperado, foi proposta a criação de uma sociedade anônima.

O que podemos esperar de um dos clubes mais tradicionais – mas também um dos mais endividados – do país, com esse novo formato, caso ele seja de fato aprovado? A opinião de Irlan Simões segue em um sentido mais cauteloso do que a média.

Posts Relacionados

2 comentários em “Plantão SDT Na Bancada #01 Botafogo S.A.”

  • guilherme mota disse:

    Boa irlan e compampas do na bancada. É fundamental ficarmos de olho no Botafogo. Eu como comunista e botafoguense vejo gente, de esquerda, num desespero cego, doidos pra entregar o clube na mão dos irmãos. A situaçao do clube é muito grave e os dirigentes há 50 anos na mesma incompetência são piores que a dívida, o que torna fértil nos corações e mentes alvinegras a entrega do clube pra um “mecenas”. Uma espécie de tia leila do fogão, no imaginário. É muito importante vcs continuarem fazendo esse trabalho, e se preparem, pq hj 99% da torcida ta com os ms. Eu e mais 4 candango vermelho que tão olhando preocupados. E, pra ser bem sincero, muitas vzs o cinismo toma conta. Tipo: q assumam, ganhem um título (eu, p.ex. n lembro de 95, tinha 4 anos) e depois a gente vê. Enfim, vcs acham que talvez um modelo misto como o alemão poderia dar certo no sentido a curto prazo tirar a corda do percoço?
    Abs, sigam o coletivo popular alvinegro nas internê. Somos poucos, mas estamos tentando.

    • Salve Guilherme,

      As dívidas do Botafogo assustam por seu volume, então é meio “compreensível” que a única coisa que se coloque no horizonte nessa discussão seja uma forma de resolvê-las. O que já oculta um grave problema: caso a SA se estabeleça e por algum tipo de acontecimento típico do futebol uma tragédia como um rebaixamento aconteça, qualquer coisa que tenha sido planejada já está gravemente comprometida e sem dúvidas esses “investidores” (na verdade, pretensos proprietários) abandonarão o barco. E caso abandonem o barco, aí sim o que vai se ver é o Borafogo fechar as portas.

      O “caso alemão” foi adotado pelo Botafogo-SP, quando vendeu 40% de suas ações (ou seja, a associação continua controlando) pra um investidor que tinha como verdadeiro interesse investir no terreno do estádio da Santa Cruz para fazer uma arena de shows de música sertaneja no coração do agronegócio paulista. Nesse primeiro momento vai ser bom para o clube, óbvio, mas depois sabe-se lá o que vai acontecer.

      Se os Moreira Salles alegam que não pretendem ser proprietários do clube, porque não disputam uma eleição, profissionalizam a gestão do clube, e encontram uma solução que preserve a associação contra especuladores mas garanta capacidade para montar bons elencos? É uma pergunta que fica.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>