Fronteiras Invisíveis do Futebol #82 Ruanda

Amavubi

Voltamos ao continente africano para tratar da História da pequena Ruanda, país localizado em grandes altitudes no coração dos Grandes Lagos!

Infelizmente, a escolha se dá por um aniversário trágico, os vinte e cinco anos do fim do genocídio realizado durante 1994. Começamos pelas primeiras populações do território, especialmente os batwa, que residem ali até os dias de hoje. Também abordamos as duas hipóteses de diferenciação entre hutus e tutsis, os dois principais grupos étnicos do país. A formação dos reinos locais, a chegada dos alemães, o domínio belga e as políticas racistas que ajudam na construção do cenário atual são abordadas.

Por fim, falamos dos dois movimentos de independência, a ditadura, a guerra civil e da triste efeméride que vitimou centenas de milhares de pessoas. Tudo permeado pelo esporte ruandês e mais um capítulo do Ubiratan Leal, o Livro.

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #81 Peru

La Blanquirroja

Cruzamos a última fronteira dos nossos vizinhos! Quer dizer, o último país filiado à CONMEBOL. Conhecemos o Peru, para um programa que despertou o espírito da 5ª Série em nós.

Desde a Antiguidade, passando pelo Tahuantinsuyo – conhecido como Império Inca – até a chegada dos espanhóis. Claro, com uma certa delimitação, já que já falamos bastante sobre o período incaico quando visitamos Bolívia, Chile e Equador.

O Vice-Reino do Peru também foi o último bastião realista espanhol na América, e você vai entender aqui o motivo. A partir da independência, relembramos os conflitos externos e internos, envolvendo a última guerra do continente e o Sendero Luminoso, respectivamente.

No mais, entramos na CANCHA, para falar dos seus clubes, ídolos e da Copa América conquistada no CARA OU COROA!



Posts Relacionados

SDT Na Bancada #25 Respeita as Mina

Recebemos as torcedoras Priscila Burini, coordenadora do Movimento Vascaínas contra o Assédio; Rita Franco, colaboradora do Movimento Toda Poderosa Corintiana; Thais Borges, fundadora da Fanfarra Festiva Tricolor; e a jornalista Lu Castro, curadora da exposição Contra-Ataque! As Mulheres do Futebol, para dividir suas experiências na arquibancada e as dificuldades enfrentadas desde a infância para ocupar este espaço!

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #80 Venezuela

La Vinotinto

Penúltimo programa sobre nossos vizinhos, às vésperas da Copa América! Cruzamos a fronteira norte e fomos até a Pequena Veneza, ou Venezuela, país de rica História e de colonização complicada.

Sabia que alemães estiveram ali no século XVI? Passamos também pela independência do país, com a liderança de Simón Bolívar e o passado compartilhado com a vizinha Colômbia, como a batalha de Boyacá.

Partimos do fim da Grã-Colômbia para a Venezuela independente, com o bloqueio de 1902 e a descoberta de fartas reservas de petróleo, as maiores do mundo confirmadas hoje. As várias constituições, os golpes e as crises que fazem parte do cotidiano venezuelano.

Tudo isso, temperado pelo futebol (e beisebol) local, desde suas origens até os dias de hoje, com destaque para a Copa América que foi realizada no país. No mais, disso tudo, contamos com um relato do jornalista Paulo Fávero e a estreia da coluna desta enciclopédia ambulante chamada Ubiratan Leal!

Posts Relacionados

SDT Na Bancada #24 ChinaBall

Demorou, mas finalmente o capital chinês quer operar de vez no futebol brasileiro. América-MG e CSA foram procurados para estabelecer “parcerias” com o empresariado da potência econômica oriental, e vários cartolas se empolgaram com a possibilidade de ter um megainvestidor no seu próprio clube.

Como nenhum mito se sustenta com a nossa linha de frente, provocamos o aliado Emanuel Leite Junior para explicar o porquê da China investir tanto no esporte global.

Seja na sua própria liga, em clubes estrangeiros ou demais modalidades, nosso especialista no tema esclarece como tudo está relacionado a uma noção muito particular de desenvolvimento econômico e “soft power”.

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #79 Bolívia

La Verde

Cruzamos a nossa maior fronteira terrestre, para visitar o primeiro país que derrotou a seleção brasileira nas Eliminatórias Sul-Americanas!

A história boliviana se confunde em muitos momentos com a peruana, seja durante a expansão incaica, o período colonial ou a Guerra do Pacífico (1879-83).

Por sinal, o conflito binacional contra o Chile, causou a perda do acesso ao mar pela Bolívia, que também cederia territórios para Brasil e Paraguai, após derrotas militares.

O atual Estado Plurinacional é fruto da mobilização das comunidades originárias, cujo ápice foi a eleição de Evo Morales, em 2006, primeiro presidente indígena a ocupar o Palacio Quemado!

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #78 Paraguai

La Albirroja

Em clima de Copa América, temos a justificativa perfeita para repassarmos a História dos nossos vizinhos que ainda não passaram pelo programa! Primeiro vamos cruzamos a Ponte da Amizade com destino ao Paraguai, um país de rica tradição guarani, que é falado até hoje e explica o nome do país.

Passamos pela colonização, a independência, a modernização do país, a Guerra Grande (aquela, que você conhece como Guerra do Paraguai), as disputas partidárias no início do século XX, a guerra do Chaco e a era Stroessner, que durou décadas, com destaque para a construção de Itaipu, a usina hidrelétrica na fronteira com o Brasil.

E, claro, tudo temperado com o futebol local, desde suas origens até os dias de hoje, com destaque para os ídolos em terras brasileiras. Viemos do Paraguai com esse programa para você! Para o quê? Paraguai!

Posts Relacionados

SDT Na Bancada #21 Memória & Justiça

No final do mês passado, os clubes argentinos repudiaram em uníssono o aniversário do último golpe militar no país vizinho. Por aqui, silêncio na semana seguinte. Ou pior: o Flamengo, por exemplo, desautorizou uma homenagem de um coletivo de sócios a Stuart Angel, ex-atleta rubro-negro que foi preso, torturado e morto.

Afinal, por que vemos posições tão covardes em relação à Ditadura Militar e o desprezo aos direitos humanos no futebol brasileiro? Lembrando que o CRF também permitiu que o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ) – aquele mesmo que destruiu uma placa em homenagem à Marielle Franco, outra flamenguista executada – participasse da comemoração da Taça Rio.

Nesta edição, tivemos as participações da jornalista Hildegard Angel – irmã de Stuart e filha de Zuzu, também assassinada pelos militares; do historiador Lucas Pedretti, ex-membro da Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro; e da professora Lívia Magalhães (UFF), que trouxe outra mirada sobre o Mundial de 1978, além de recuperarmos um trecho da entrevista das Madres da Plaza de Mayo a jornalistas holandeses, às vésperas da Final daquele ano.

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #77 Padânia

Voltamos ao Velho Mundo para falar de uma região que não é um país! Você já ouviu falar na Padânia? Uma criação separatista do vale do rio Pó que ganhou força no início dos anos 1990, com o então novo partido da política italiana, a Lega Nord. Isso, o mesmo partido que hoje é uma das forças dominantes da política italiana. Então, para entender esse momento atual, vamos ver as raízes históricas dessa diferença regional e como a bandeira da Lega Nord mudou com o tempo.

Vamos passar pelos itálicos, celtas gauleses, romanos, os lombardos, os francos, os germânicos, os franceses, os espanhóis, basicamente todos povos que já dominaram o norte da atual Itália, e o legado cultural deixado por cada um, além, claro, do Renascimento.

Entenda também, como a industrialização italiana criou distorções internas ao recém formado país, com um norte industrial e um sul rural, e o impacto dessa diferença na política da bota. Claro, tudo isso temperado pelo calcio e alguns campeonatos de futebol para povos que não possuem Estado!

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #76 Filipinas

Azkals

Respeitando a nossa rotação de continentes (viu dona FIFA?), retornamos à Asia, com um país que recentemente celebrou 120 anos de independência. Quer dizer, mais ou menos. A atual República das Filipinas é um arquipélago gigantesco, com milhares de ilhas e, por isso, uma História muito rica, cheia de relações internas e desconhecida pra nós. Agora, menos, mas é bem complexo.

Também relembramos a chegada dos espanhóis, o domínio dos EUA, as batalhas travadas nas ilhas durante a Segunda Guerra Mundial, a ditadura de Ferdinando Marcos na Guerra Fria, tudo isso em um país em que o futebol…não é o esporte mais popular. Nem o segundo. De qualquer maneira, o principal jogador filipino foi um craque histórico do Barcelona!

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #75 Jamaica

The Reggae Boyz

Fomos ao Caribe, infelizmente, apenas nas palavras. Falamos um pouco da História de um dos primeiros territórios com presença europeia no continente americano. Dos espanhóis aos britânicos, que usaram a escravidão de africanos em larga escala, com legados até hoje. E você sabia que algumas palavras que você usa vêm de lá?

Falamos dos piratas, da progressiva emancipação jamaicana, dos movimentos negros e trabalhistas, que culminaram na independência em 1962. E, claro, tudo isso temperado pelo futebol, que não é o primeiro, nem o segundo, esporte mais popular do país, embora a ilha seja um celeiro de craques, que você conhece vestindo a camisa da seleção inglesa. Então dê play com todos aqueles clichês sobre reggae, paz e Bob Marley!

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #74 Camarões

Les Lions Indomptables 

Tentamos explicar um pouco da História desse país, que deveria ser a sede da Copa Africana de Nações em 2019. Deveria, mas não será, e você vai entender os motivos. Antes disso, vamos até as primeiras ocupações humanas no país e a origem do nome que, sim, tem ligação com o camarão.

Falamos do imperialismo alemão, da partilha do país entre franceses e britânicos, sua luta por independência e todos os presidentes do país desde 1960. Sim, todos! E, claro, tudo isso temperado pela trajetória futebolística do país africano, grande campeão das copas continentais e berço de grandes craques como Samuel Eto’o e o vovô Roger Milla.  

Posts Relacionados