Travessia

Travessia #107: Raiva

OUÇA O PODCAST

Filha do medo, a raiva é mãe da covardia.

Da dor de cotovelo ‘a ditadura, ela faz parte da nossa vida.

É sobre a raiva, o ódio, a cólera, a ira, o Travessia desta semana, que traz:

— Geraldo Vandré convoca os marinheiros e o povo a descer o cipó de aroeira no lombo de quem mandou dar

— Lupicínio Rodrigues e a orgia de carnaval que virou uma caixa de ódio no coração da amada

— Jamelão nos lembra que na hora da raiva a gente diz o que não deve dizer

— Quem vive no morro só pode ter raiva de tudo, cantou Bezerra da Silva

— Chico Buarque e o ódio da classe média contra o negro que invade sua praia a sonhar com navios negreiros fazendo o caminho de volta

— Caetano Veloso e a pessoa chata que enche o saco.

— Bia Ferreira está cansada e com raiva por ter que mostrar que cota não é esmola

— A confusão do Ira! com um poema pacifista do poeta luso-moçambicano Reinaldo Ferreira

— Garotos Podres e o ódio mútuo entre os integrantes a espelhar a polarização política do Brasil nos anos 2010

— Patife Band e a barra pesada de quem trabalha muito e não aguenta mais.

Posts Relacionados

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>