Trivela

Trivela #236 Bury, Leoz, Grêmio e Fla

OUÇA O PODCAST

Pauta beeem cheia no Trivela de hoje! A morte de Leoz aos 90 e a “morte” do mais-que-centenário Bury, os semifinalistas brasileiros da Libertadores, o combate à homofobia no Rio e na França, a efeméride de rivalidade absurda entre Celtic e Rangers e muito mais está aqui nesta hora cheia de programa.

Posts Relacionados

Um comentário em “Trivela #236 Bury, Leoz, Grêmio e Fla”

  • Eraldo Almeida disse:

    Bom dia! Excelente opção de conteúdo, só recentemente sou consumidor do serviço de podcast.
    É o segundo programa que escuto até o final e fica a sensação de agradecimento pelo acesso qualitativo e com pautas curtas ,médias e pontuais.
    Nasci em 1962, sou natural de Campina Grande, PB.
    Só torço para um time o Flamengo do Rio de Janeiro, deixei de torcer pela seleção brasileira, após 1994! O campeonato que nunca deveríamos ter vencido; no meu singelo conhecimento do futebol mundial! foi há nossa maior derrota, como assim, futebol é arte e os jogadores brasileiros até 1982 eram artistas da bola, e assim consagrados na minha mente desde jovem! no entanto, a nossa vergonha dos 7 x 1 e seus pesadelos antecipados foi iniciada a pós a nossa vitória de 1982! Sim vitória! Telê Santana meu maestro do sonhos, só ele para pintar a arte de Zico e Sócrates juntos… Cerezo e Falcão deslizando na minha mente… Oscar e Luizinho pérolas da arte da bola…Leandro e Júnior sem palavras… Eder o talento raro.
    Sim! como o Amor é cego, o goleiro e o centavante eram do São Paulo Futebol Clube: Serginho e Valdir.
    Aquela derrota de 1994! Sim! aos meus 34 anos de idade, descobri que o futebol brasileiro ganhou veio pragmático, Parreira e política existem e a arte tá em terceiro plano, é ganhar na força e no jeito do cartola, FIFA! CBF antes de 1982 siglas insignificantes.
    Sim talentos e craques da arte sempre faremos em menor proporção SIM E NÃO!?
    Vamos depender do povo e da arte da bola que vai pintando os traços dos gols e das vitórias do futebol.
    Futebol arte e amor.
    Eraldo Almeida.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>