Xadrez Verbal

Xadrez Verbal #230 Cinco Anos

OUÇA O PODCAST

Meia década atrás subíamos pela primeira vez a vossa revista semanal de política internacional em formato podcastal! Como vocês aguentaram tanto tempo?

Nesta edição redonda, fomos até a Europa, com diferentes notícias pelo velho continente, desde reestatização de companhia aérea na Itália até jornalista paquistanês assassinado na Suécia.

De lá, vamos para o Oriente Médio, com guerra no Iêmen, novo governo no Iraque e julgamento em Israel.

Finalmente, tentamos explicar tudo o que aconteceu na Venezuela nos últimos dias, com a fracassada tentativa de uma operação armada com mercenários norte-americanos.

Posts Relacionados

11 comentários em “Xadrez Verbal #230 Cinco Anos”

  • Senhores, boa noite.

    Pelo visto existem versões diferentes no caso da extração de Adolf Eichmann da Argentina. Já tinha ouvido o Filipe falar em um Nerdcast, e um outro lugar que não me recordo, a história que quebraram o caboclo pra caber em uma mala.

    Quando assisti ao filme Operação Final (2018), da locadora vermelha, fiquei decepcionado por não ver um nazista retorcido dentro de uma mala. Porém, a matéria de hoje do Estadão parece colaborar com essa versão mais light.

    Afinal de contas, teve ou não nazi incubado numa samsonite?

    Abraço aos dois, Matias e ao Filipe. Se cuidem e fiquem bem! No aguardo do fim da pandemia, pra voltarmos ao programa semanal.

    Antes que citem o programa de terça, assim como o Azagal, eu tenho gatilho de pânico com a voz do Atila!

    https://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,ha-quase-60-anos-israel-capturava-na-argentina-o-homem-da-solucao-final,70003297570

  • RENAN PERUZZOLO disse:

    Olá, Filipe e Matias, parabéns pelo trabalho! Gostaria de deixar registrado que eu acho o Filipe muito parecido com o Frank Fritz do American Pickers (Caçadores de Relíquias). Abraço e obrigado por divulgar história e nos informar com seriedade e bom humor.

  • Bruno Godoes disse:

    Um abraço pro Filipe, pro Matias e equipe do xadrez verbal podcast. Eu nunca mando abraço pra vocês, mas não é por maldade, é que eu sou jécão mesmo.

  • Bruno Peres disse:

    Prezados Filipe e Matias

    Conheci primeiro o Fronteiras Invisíveis do Futebol, e demorei pra começar a ouvir o Xadrez, mas hoje virou hábito, aumentando meu interesse sobre política internacional. Sou formado em História, mas se existisse Xadrez Verbal em 2009/2010, provavelmente eu teria preferido ir para a área de Relações Internacionais.

    Parabéns pelos 5 anos produzindo conteúdos gratuitos e de qualidade.

  • Rubia Zelina disse:

    Perdoem mas não conhecia o Xadrez astes da pandemia, mea culpa, como consegui sobreviver 5 anos sem vcs.
    Mas estou me redimindo

  • Bruno Morandi disse:

    Olá Filipe e Matias,

    Acompanho o Xadrez Verbal por cerca de dois anos, e já se tornou um dos meus podcasts favoritos, assim como o Fronteiras. Sou pesquisador na área de Química e atualmente moro em Osasco.

    Sobre a notícia do vazamento de produto químico na Índia, o produto em questão é o estireno, utilizado pra produzir polímeros (plásticos), entre eles o isopor (poliestireno expandido). Aliás o nome “Isopor” é na verdade uma marca registrada por uma empresa alemã onde foi desenvolvido.

    Abraços e parabéns pelos 5 anos de programa!

  • Fala Matias, fala Filipe!

    Eu sou o Marcola da informação quântica que pedala as ruas de Tokyo com vocês no ouvido e recebeu um abraço a pedido do Breno que produz cimento em Manchester.
    Fiquei muito honrado e surpreso ao ouvir meu nome no programa!! Especialmente na edição especial de 5 anos!Queria retribuir o abraço do Brenin, e aproveitar pra mandar um salve pro Leo e pro Gustavo!
    Meu primeiro contato com Xadrez verbal foi com o vídeo sobre os Curdos feito pelo Filipe em 2014.Depois, em 2015, uma amiga sul-coreana me falou que era comum sul-coreanos que torcerem a favor da Coreia do norte em esportes, especialmente se for contra o Japão. Depois disso, acabei caindo no fronteiras sobre as Coreias, e desde então acompanhei todos fronteiras e todas edições do Xadrez verbal!Sempre gostei de rádio, e o xadrez verbal foi minha porta de entrada pra mídia podcast!

    Um grande abraço para vocês dois, e muito obrigado pelo excelente trabalho!Fico realmente sem palavras pra dizer o tanto que gosto do trabalho de vocês!!

    ps: Atualmente estou “preso” em Tokyo porque à covid19 não me permite mudar pra Viena na Áustria. Mas assim que assinar meu novo contrato de pesquisador em Viena serei finalmente membro da chancelaria!

  • (Estou re-enviando porque parece que meu comentário de antes não chegou a aparecer aqui)

    Fala Matias, fala Filipe!

    Eu sou o Marcola da informação quântica que pedala as ruas de Tokyo com vocês no ouvido e recebeu um abraço a pedido do Breno que produz cimento em Manchester.
    Fiquei muito honrado e surpreso ao ouvir meu nome no programa!! Especialmente na edição especial de 5 anos!Queria retribuir o abraço do Brenin, e aproveitar pra mandar um salve pro Leo e pro Gustavo!
    Se não for pedir demais, queria também mandar um salve para os “sakura no senshi” (torcedores/jogadores do Cerezo Osaka) e para a massa alvinegra de BH.

    Meu primeiro contato com Xadrez verbal foi com o vídeo sobre os Curdos feito pelo Filipe em 2014.Depois, em 2015, uma amiga sul-coreana me falou que era comum sul-coreanos que torcerem a favor da Coreia do norte em esportes, especialmente se for contra o Japão. Depois disso, acabei caindo no fronteiras sobre as Coreias, e desde então acompanhei todos fronteiras e todas edições do Xadrez verbal!Sempre gostei de rádio, e o xadrez verbal foi minha porta de entrada pra mídia podcast!

    Um grande abraço para vocês dois, e muito obrigado pelo excelente trabalho!Fico realmente sem palavras pra dizer o tanto que gosto do trabalho de vocês!!

    ps: Atualmente estou “preso” em Tokyo porque à covid19 não me permite mudar pra Viena na Áustria. Mas assim que assinar meu novo contrato de pesquisador em Viena serei finalmente membro da chancelaria!

    ps2:

  • (Estou re-enviando porque parece que meu comentário de antes não chegou a aparecer aqui)

    Fala Matias, fala Filipe!

    Eu sou o Marcola da informação quântica que pedala as ruas de Tokyo com vocês no ouvido e recebeu um abraço a pedido do Breno que produz cimento em Manchester.
    Fiquei muito honrado e surpreso ao ouvir meu nome no programa!! Especialmente na edição especial de 5 anos!Queria retribuir o abraço do Brenin, e aproveitar pra mandar um salve pro Leo e pro Gustavo!
    Se não for pedir demais, queria também mandar um salve para os “sakura no senshi” (torcedores/jogadores do Cerezo Osaka) e para a massa alvinegra de BH.

    Meu primeiro contato com Xadrez verbal foi com o vídeo sobre os Curdos feito pelo Filipe em 2014.Depois, em 2015, uma amiga sul-coreana me falou que era comum sul-coreanos que torcerem a favor da Coreia do norte em esportes, especialmente se for contra o Japão. Depois disso, acabei caindo no fronteiras sobre as Coreias, e desde então acompanhei todos fronteiras e todas edições do Xadrez verbal!Sempre gostei de rádio, e o xadrez verbal foi minha porta de entrada pra mídia podcast!

    Um grande abraço para vocês dois, e muito obrigado pelo excelente trabalho!Fico realmente sem palavras pra dizer o tanto que gosto do trabalho de vocês!!

    ps: Atualmente estou “preso” em Tokyo porque à covid19 não me permite mudar pra Viena na Áustria. Mas assim que assinar meu novo contrato de pesquisador em Viena serei finalmente membro da chancelaria!

  • Fernando César disse:

    Uma história curiosa… Estava ouvindo o podcast e cochilei… Minha mãe ouviu um trecho que falava sobre o Mike Pompeo (Sesc Poméia) + virus fabriccado no lab da China… Qdo eu acordei, ela me perguntou meio preocupada se haviam descoberto o vírus no laboratório do Sesc Pompéia… Dei risada e a tranquilizei, explicando que Sesc Poméia que ela ouviu é o Pompeo Trumpista… Trabalho no Sesc (não no Pompéia mas em outra unidade) e por isso a preocupação dela…

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>