Xadrez Verbal #259 Eleições no Peru

Retornamos ao Continente Mãe, com a origem da Somalilândia e as primeiras eleições do estado não-reconhecido em 16 anos, protestos na Tunísia e a morte do primeiro presidente de Zâmbia, além de crimes dentro e fora de África e a sentença de Ratki Mladic no Tribunal Penal Internacional, com direito a um trechinho da entrevista com Iva Vukusic no Repertório.

Também passamos pelas notícias das principais potências, com as cúpulas do G-7, OTAN e o encontro bilateral entre Biden-Putin.

Fechamos o programa com um pião pela nossa quebrada latino-americana, destacando a vitória eleitoral de Pedro Castillo no Peru.

Posts Relacionados

Os atletas mortos em acidentes aéreos

O esporte francês está em luto.

Dez pessoas morreram em um acidente aéreo envolvendo dois helicópteros, nesta segunda-feira, 9 de março, na Argentina, sendo três importantes atletas franceses.

Florence Arthaud (vela) , Camille Muffat (natação) e Alexis Vastine (boxe).

Os três campeões estavam gravando um reality show no país vizinho, chamado Dropped. A produção é do maior canal privado da TV francesa, a TF1.

Este não foi o primeiro caso de atletas mortos em catástrofes aéreas. O jornal Le Monde listou as principais tragédias na edição desta semana. Lembramos os principais dramas do esporte.

Torino (1949)

superga

A famosa catástrofe de Superga do dia 04 de maio de 1949 mudou o futebol italiano. Naquele dia, o FIAT G212 (sim havia avião da marca FIAT) da companhia Aeritalia eclodiu-se na colina de Superga, localizada nos arredores de Turim. No avião estava todo o time de futebol do Torino, o clube da classe operária da capital do Piemonte. Era a época do “Gran Torino”. Desde a segunda guerra mundial, o futebol ofensivo do time treinado pelo húngaro Ernest Edstein era imbatível. O time grená venceu cinco scudetti em 1943, 1946, 1947, 1948 e 1949. Dezoito jogadores morreram no acidente. O Torino voltava de uma amistoso realizado em Lisboa. O artilheiro húngaro László Kubala, que deveria estar no avião, não foi ao jogo por causa da doença de sua filho.

Marcel Cerdan (1949)

cerdan

Cerdan contra LaMotta em 1949

O boxeur estrela dos anos 40 era um dos passageiros do voo Paris – Nova Iorque da Air France. O avião bateu numa montanha nos Açores, no dia 28 de outubro 1949. 48 pessoas morreram. Ele estava indo encontrar a sua namorada, a famosa cantora francesa Edith Piaf nos Estados Unidos. Cerdan estava na espera da revanche contra o grande Jake LaMotta, prevista no Madison Square Garden em dezembro, seis meses após a derrota contra o americano em Detroit. O “bombardeiro marroquino” tinha se consagrado um ano antes tornando-se campeão mundial dos pesos médios ao vencer Tony Zale.

Os “Busby Babes” (1958)

Sport. Football. England. 1957. Manchester United FC (League Champions and FA Cup Finalists). Back Row: Matt Busby (Manager), Eddie Colman, Ray Wood, Mark Jones, Bill Foulkes, David Pegg, Duncan Edwards, Jimmy Murphy (Assistant Manager). Front Row: Johnny

Como o Torino nove anos antes, o time do Manchester United morreu em um acidente aéreo em 1958. Os Busby Babes, a geração treinada pelo treinador Matt Busby, desapareceu. Ela voltava de um jogo pela Copa da Europa em Belgrado e fazia escala na Bavária. Na decolagem, o avião caiu no final da pista matando vinte pessoas, oito eram jogadores. Os Busby Babes eram chamados assim por causa da baixa média de idade. Duncan Edwards, o menino prodígio da época, foi uma das vitimas fatais do acidente. Bobby Charlton, que conduziu a Inglaterra à conquista do seu primeiro título de Copa do Mundo, escapou do acidente.

Equipe de patinação artística norte-americana (1961)

Toda a equipe norte-americana de patinação artística morreu no acidente do voo 548 que ia de Sabena a Berg, na Belgíca, no dia 15 de fevereiro de 1961. A delegação iria disputar o campeonato mundial na Eslovênia, o qual foi anulado pela federação internacional após o acidente do Boeing 707. A patinação artística norte-americana estava no auge e teve que esperar alguns anos para conquistar novamente títulos internacionais.

Equipe de Green Cross (1961)

O Douglas DC-3 da LAN Chile, transportava 24 pessoas, dentre eles, oito jogadores de futebol do time chileno Green Cross. O avião caiu na cordilheira dos Andes no dia 3 de abril de 1961. Uma equipe de alpinistas achou restos de fuselagens e roupas das vítimas, longe do local do acidente. Dentre os mortos estava o craque argentino Eliseo Mouriño.

Os Sobreviventes (1972)

Esta catástrofe aérea tornou-se célebre graças ao romance publicado em 1974 e depois sua adaptação, em 1993, para o cinema. No dia 13 de outubro de 1972, um Fairchild ligando Montevidéu à Santiago do Chile caiu nas cordilheiras dos Andes. Das 45 pessoas a bordo, 12 morreram de imediato e 17 de graves ferimentos logo em seguida. Porém 16 sobreviveram após se alimentarem dos cadáveres de seus colegas, preservados pelo frio. Esta história de canibalismo moderno ficou marcada para sempre.

Acidente do Paris-Dakar (1986)

O acidente de helicóptero no centro do Mali durante o Paris-Dakar de 1986 ficou marcado na memória dos franceses pelo nome de uma das vítimas: Daniel Balavoine. Naquele ano, o cantor não tinha participado da corrida ao contrário das edições 1983 e 1985, mas estava presente em uma ação humanitária. O helicóptero que o transportava caiu durante a noite nas dunas do deserto. A bordo também estava o fundador e organizador do rali, Thierry Sabine.

A Seleção da Zambia (1993)

Kalusha Bwalya at the graves of Zambian national team

Os “Chipolopolos” estavam no seu auge no início dos anos 90, quando toda seleção morreu em abril de 1990 num acidente do avião militar que os levava ao Senegal, para disputar um jogo das eliminatórias da Copa do Mundo de 1994. O avião caiu no oceano Atlântico. Nenhum dos trinta passageiros sobreviveram, sendo 18 jogadores.

Seleção de hóquei da Rússia (2011)

O Yak42 que transportava a seleção de hóquei russa caiu à 300 km ao noroeste de Moscou. 43 dos 45 passageiros morreram no acidente, sendo vários jogadores da Liga norte-americana (NHL). O sueco Stefan Liv, o eslovaco Pavol Demitra ou ainda o tcheco Josef Vasicek.

Posts Relacionados