Xadrez Verbal

Xadrez Verbal #249 Joe is in the (White) House

OUÇA O PODCAST

Como foi a primeira semana de Joe Biden no poder? E os últimos dias de Donald Trump no poder? Reconstituímos a transição presidencial nos EUA, além das últimas notícias internas do país norte-americano.

Também repercutimos a reunião anual do Fórum Econômico de Davos, abordando a ausência de Jair Bolsonaro e os destaques dos representantes europeus.

No mais, demos uma volta pela bacia do Pacífico, indo da península coreana, passando pela Austrália e chegando até o Canadá.

Posts Relacionados

4 comentários em “Xadrez Verbal #249 Joe is in the (White) House”

  • Cristhian Gärtner dos Santos Camilo disse:

    Corrigindo o comentário anterior: Markus Söder é da CSU – União Social Cristã, e não da CDU, que é o partido da Merkel.
    A CSU é um partido regional da Baviera e está sempre coligado com a CDU. São considerados siglas-irmãs.

  • Cristhian Gärtner dos Santos Camilo disse:

    Eu fiz a correção, mas o comentário original não foi publicado na página. Então, vai completo agora:

    A eleição de Armin Laschet como líder da CDU, embora o torne um forte candidato – junto com o fato de ser um grande aliado de Angela Merkel – não significa que ele será o Chanceler em caso de vitória da CDU nas eleições de setembro de 2021.
    Aliás, o nome que é indicado como provável sucessor é o de Markus Söder, Ministro-Presidente da Baviera e integrante da CSU, um partido regional daquele estado e que está sempre coligado à CDU.

    Abraços,

  • Matias e Filipe, programa maravilhoso como sempre, só tenho dois comentários a fazer:
    Musical é genero sim! Tem técnica própria, linguagem e construção histórica, então é sim (chatice de amante de musicais)
    Sempre vou aproveitar para dizer que a Evita da Madonna é bem fraca, que a melhor Evita é a Patti LuPone e que esse musical é o que você consegue quando deixa a tarefa de escrever um roteiro de uma história acontecendo na Argentina na mão de dois ingleses: tem todo um “sub-plot” de romance entre a Eva Perón e o Che Guevara, é tão absurdo que dá a volta e fica maravilhoso.
    Abraço em vocês e obrigada por outra quinzena de trabalho impecável!

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>