Xadrez Verbal

Xadrez Verbal #252 Se Viene Otro Marzo Paraguayo?

OUÇA O PODCAST

Sou do Paraguai e vim aqui para o podcast! “Para o quê?” Paraguai! Sabia porque a chapa tá esquentando pro lado do presidente paraguaio “Marito” Abdo Benítez, além de outras notícias da nossa quebrada latino-americana.

Também giramos pelo velho continente, com as eleições vindouras nos Países Baixos, crise política em Madrid e a vigilância de um partido alemão.

Viajamos pelo Grande Oriente Médio, passando pelo acordo na Líbia, as prévias das eleições israelenses e a visita do papa Francisco ao Iraque.

Posts Relacionados

6 comentários em “Xadrez Verbal #252 Se Viene Otro Marzo Paraguayo?”

  • Diego Costa disse:

    Salve! Primeiro de tudo, muito obrigado pelo conteúdo produzido e a dedicação dispensada para nos educar e nos entreter.

    Apenas uma ressalva quanto à “cuestão” das eleições neerlandesa. A data da eleição não foi antecipada por causa do vergonhoso escândalo do auxílio social, ela já estava marcada para março. Tenho lugar de fala, pois moro em Utrecht e minha esposa é membra do parlamento pelo Partij voor de Dieren 😉
    E para o Matias, o FVD (forum para democracia) seria o AFD da Alemanha, apesar que o PVV não e está muito longe.

    Abraços e força ai!

  • Lucas Conrado disse:

    Vim só pra comentar que já atendi um passageiro aqui em Confins que ia para Bodø! O cara pegou um voo de Belo Horizonte pra Lisboa, de lá para Oslo e finalmente o voo para Bodø. O cara trabalha na indústria petroleira e comentou que a viagem é bem cansativa. São DOIS DIAS entre aeroportos e aviões.

    Pensei que nunca mais fosse ouvir falar em Bodø e olha a cidade aqui!

  • Alan Samuel disse:

    Olá enxadristas!

    Sobre o incidente diplomático entre Argentina e Equador: O Alberto Fernandez bem que poderia ter mandado um “Eu não sou Michel Temer” evitando assim o incidente, uma vez que o Brasil não tem mais moral pra reclamar de piadinhas, merecemos todas elas! 🙁

    E sobre a música de encerramento: Meu prezado Matias, adorei conhecer a versão original de Buenos Aires hora cero, mas ainda prefiro a versão do Duo Finlandia (que apesar do nome é composto por um brasileiro e um argentino) bem como toda a discografia deles, um prato cheio para quem curte música instrumental e não nega seu sangue latino! Eles tocam ritmos “da nossa quebrada” pouco conhecidos fora de seus países de origem, e, por vezes, os misturam como na música “Forronga” – mistura de forró com milonga.

    Abraço!

  • Gabriel Lemes Rosa disse:

    Salve, Matias e Filipe!

    Eu nunca escrevi pra vocês, mas queria deixar registrada a minha indignação em saber que o Pashinyan convocou eleições hoje e vocês só vão comentar na semana que vem.

    Precisamos do programa semanal de volta porque só vocês e a página Conservadores Independentes do facebook repercutem essas notícias tão específicas aqui no Brasil.

    Tá chatão já, covid!

    Abraços e parabéns pelo trabalho de vocês!

  • Erick Monteiro disse:

    Gostaria de fazer uma pequena correção ao “cuecão” no lateral do Rugby. O “cuecão” apenas acontece com jogadores de técnica não apurada, a técnica de levantamento mais eficiente não usa o short. O levantador da frente pega na coxa, logo acima do joelho, e o levantador de trás pega na posterior da coxa, logo abaixo dos glúteos.

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar algumas tags HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>