SDT Na Bancada #26 Copa América

Analisamos o contraste entre o vazio das Arenas e desinteresse do público brasileiro com a festa dos nossos hermanos, escalando uma seleção sudaca para debater o extra-campo do torneio continental mais longevo do Planeta Bola: além dos brazucas Gustavo Mehl e Matias Pinto, somaram conosco o argentino Nico Cabrera, o chileno Pablo Mardones, o colombiano Marco Valderrama, o peruano Ricardo Fernández e o uruguaio Sebastián Chittadini.

Posts Relacionados

Xadrez Verbal #189 Eleições Europeias

Fomos até o Velho Continente, para acompanhar a segunda maior eleição do mundo, no caso a escolha dos representantes do Parlamento da União Europeia. 28 países, 751 cadeiras e mais de 250 milhões de eleitores. Quem ganhou? E onde? Como ficam os eurocéticos, liderados por Salvini e Le Pen?

Cruzamos o Atlântico Norte, com as últimas do governo Donald Trump, como sua visita ao Japão e o pronunciamento de Robert Mueller. E claro, que também passamos pela nossa vizinhança, com notícias do México à Argentina, com paradas na Colômbia e Venezuela.

Posts Relacionados

SDT Na Bancada #20 Barrismo Social

Cruzamos a fronteira ao norte, para estabelecer contato com Felipe “Pipe” Muñoz, liderança de Los del Sur – principal barra brava do Atlético Nacional, de Medellín – além de ser baterista da banda Tr3sDeCorazón.

Em pauta, a tomada de consciência dos hinchas colombianos em relação à violência, bem como as diversas medidas que tem sido tomadas no país vizinho para combater este mal no futebol.

Participaram da charla, Nico Cabrera – direto de Cordoba – e o professor Felipe Tavares Paes Lopes (PPGCC-Uniso), que nos visitou novamente no Estúdio Mané Garrincha!

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #184 Semana Copeira XXI

Nossos muchachos passaram a régua nos duelos copeiros de terça à quinta-feira, com destaque aos recordes negativos – eliminação do São Paulo FC – e positivos – Ricardo Oliveira como 6º maior artilheiro brasileiro – na Copa Libertadores.

Também recordamos os 15 anos sem Albeiro Palomo Usuriaga, quem marcou o gol que levou a Colômbia a um Mundial depois de 28 anos, e valorizamos a boa estreia do Royal Pari na Copa Sul-Americana.

E direto do Grajaú, extremo sul de São Paulo, os parceiros do Xemalami chegam com “Bairro“, música de trabalho do último álbum Sudamerica – As Peças Pretas Jogam.

Posts Relacionados

O Som das Torcidas #150 Semifinal Colombiana

Junior Barranquilla e Independiente Santa Fé se enfrentam nesta quinta-feira (29/11), valendo vaga à decisão da Copa Sul-Americana e aproveitando esta ocasião visitamos as duas arquibancadas restantes dentre os maiores campeões colombianos.

Conheça as origens dos dois primeiros colocados na edição inaugural da Dimayor – que completa 70 anos em 2018 – além dos seus rivais locais e fora das respectividades cidades, neste especial que conta uma palinha de Shakira tanto no Estádio Metropolitano quanto no El Campín.

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #176 América Armada

Tivemos um papo reto com Pedro Asbeg, parceiro de longa data e co-responsável pelo documentário América Armada, ao lado de Alice Lanari, cujo objetivo foi retratar três ativistas (e sobreviventes) contra a indústria da violência no nosso sub-continente.

Além da entrevista, repassamos a situação das copas nacionais na América do Sul e fizemos a prévia dos confrontos válidos por Libertadores e Sul-Americana na semana que vem.

Também relembramos o o jubileu de ouro do título mundial do Estudiantes de La Plata, celebrado na última segunda-feira (16/10), e os 20 anos do lançamento de Clandestino, primeiro álbum-solo do artista hispano-francês Manu Chao!

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #175 Semanas Copeiras XIX

Nosso conductor Matias Pinto recebeu o amigo riverplatense Victor Zapata para charlar sobre os classificados às semifinais da Copa Libertadores e quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

Para fechar em grande estilo, escutamos a crítica contundente dos colombianos de La Pestilencia em relação à violência no futebol, já que tocam em Medellín horas depois de mais uma edição do Clásico Paisa!

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #171 Semana Copeira XV

Definidos os oitavo-finalistas da Copa Sul-Americana, palpitamos os próximos confrontos e as chances dos brasileiros no restante da competição.

Também relembramos os 70 anos da criação da Dimayor, na Colômbia, e cornetamos as escolhas de sede das finais únicas para a próxima temporada, na mesma semana em que 12 hinchas morreram num acidente de ônibus, no interior do Equador, e uma caravana de torcedores brasileiros foi assaltada à caminho da Argentina.

No clima da URSAL, encerramos o programa com o tema República Oriental Socialista del Uruguay da história banda The Supersonicos!

Posts Relacionados

Xadrez Verbal #152 Ataque dos Drones

Nesta edição da sua revista semanal de política internacional em formato podcastal, gravada de forma excepcional na quinta-feira (09/08), Matias Pinto e Filipe Figueiredo foram até a vizinha Venezuela. Tivemos um atentado contra Maduro, organizado pela oposição, treinada na Colômbia? Ou é uma farsa para que o mandatário venezuelano consiga centralizar ainda mais poder? Ou foi apenas um botijão de gás que explodiu?

Viajamos pelo restante da América Latina, da Nicarágua até a Argentina, com notícias desde posses presidenciais até furto de jóias de Estado. Também demos um panorama do Oriente Médio, com sanções no Irã, protestos dos drusos e o rompimento entre sauditas e o Canadá.

Posts Relacionados

Xadrez Verbal #146 Direitos Humanos

Matias Pinto e Filipe Figueiredo recebem o historiador Andrew Traumann, autor do recém-lançado livro Os Colombianos, para comentar o resultado eleitoral no nosso vizinho. Quais incógnitas que ficam e o que a vitória de Ivan Duque representa?

Falando em eleições, fomos até a Turquia, onde teremos pleito neste final de semana. Quais os principais candidatos e o que muda no país, que agora será presidencialista?

Já no bloco principal voltamos aos EUA, com a saída do país do Conselho de Direitos Humanos da ONU e a repercussão da política migratória no que concerne crianças. Afinal, alguém tem razão ou é política partidária?

Posts Relacionados

Lágrimas Sudacas

Desde que a Copa do Mundo passou a contar com cinco seleções sul-americanas, a partir da edição de 1998, esta foi a pior estreia do Brasil e seus hermanos, contrariando a expectativa das respectivas hinchadas, pois tirando o Uruguai – curiosamente o único que venceu e classificou-se – os demais países estão no Top 10 de vendas de ingresso: Brasil (3º), Colômbia (4º), Argentina (7º) e Peru (9º).

O caso dos peruanos é o mais emblemático. Sem disputar a competição há 36 anos – aproximadamente 67% da população do país nunca tinha visto La Blanquirroja em um Mundial – a equipe comandada por Ricardo Gareca já está eliminada, restando um jogo para cumprir tabela contra a Austrália. Apesar da frustração, os incas deixaram uma boa impressão na Rússia e mostraram atuações coesas, jogando de igual para igual com dinamarqueses e franceses.

Ao contrário dos argentinos, que pouco agrediram a Islândia e tomaram um baile da Croácia. Resta torcer por um tropeço dos islandeses diante da Nigéria, para depender apenas de uma vitória sobre os africanos e ainda tirar a diferença no saldo para os nórdicos, que enfrentam os líderes croatas.

Mas é justamente esta dependência que aflige os albicelestes, já que nenhum jogador teve atuação destacada nas duas rodadas, marcadas pelos erros de Caballero, o nervosismo do sistema defensivo, a pouca combatividade do meio-de-campo e a falta de tranquilidade do ataque.

Em relação aos cafeteros, a avaliação é mais complexa devido às circunstâncias que levaram ao primeiro gol japonês. A expulsão precoce de Carlos Sánchez – ironicamente, já que é um jogadores que mais se doam no plantel de José Pekerman – seguida do pênalti convertido por Shinji Kagawa, fez com que a Colômbia corresse atrás do resultado, jogando mais de 80 minutos em desvantagem numérica. O empate transitório veio na vivacidade de Juan Quintero, mas a primeira vitória asiática diante da América do Sul se deu numa pane defensiva aproveitada por Yuya Osako.

A atual generación dorada já dava sinais de declínio ainda nas Eliminatórias, e no equilibrado e imprevisível Grupo H não seria surpresa que os colombianos acompanhassem peruanos e, provavelmente, argentinos em um retorno antes do esperado para o nosso continente.

Posts Relacionados

Xadrez Verbal #143 Adeus Rajoy

Recebemos João Gabriel Almeida para comentar sobre as eleições colombianas e o vindouro segundo turno entre Iván Duque e Gustavo Petro. Aproveitamos e giramos pela nossa vizinhança, de Porto Rico até a Argentina, incluindo uma passadinha pelo Brasil. Vamos também ao Oriente Médio, onde são prometidas eleições na Líbia e tem greve de caminhoneiro também.
De lá fomos para a Europa, onde teve referendo sobre o aborto na Irlanda, primeiro-ministro destituído e novo governo na Espanha, e também confirmação do novo governo italiano, depois de desistência. Calma que você vai entender tudo, assim como na Ucrânia teve jornalista que morreu, mas passa bem.

Posts Relacionados