Fronteiras Invisíveis do Futebol #85 Macedônia

Црвени Рисови

Fomos até o mais novo velho país do mundo, uma mistura de gregos, búlgaros, albaneses, romanos, sérvios, resultando na disputa pelo próprio nome do país, considerado patrimônio cultural pela Grécia e vetado por décadas, até o acordo assinado em 2018.

Os motivos dessa briga, quem estava ali antes disso, um sítio arqueo-astronômico, as capitais históricas, as guerras mundiais, você vai entender toda essa trajetória. Tudo isso temperado com um pouco do futebol macedônio e seu principal craque, com larga trajetória no futebol italiano, e que empresta o nome ao atual campeão da Copa nacional.

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #73 Croácia

Kockasti

Começamos a nova temporada com o pé na porta, tratando de um dos temas mais quentes fora dos gramados na última Copa do Mundo. Para tal, contamos com a visita do diplomata Bruno Graça Simões, que nos ajudou a contar a história croata, antes e depois da dissolução da Iugoslávia.

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #55 Sérvia

Оrlovi

Depois de um panorama sobre a Iugoslávia, vamos falar da História de sua herdeira esportiva! Por sinal, você sabia que mais de dez imperadores romanos nasceram na Sérvia? Calma, você vai entender. Passamos pelo reino medieval e a conquista turca da região, com especial atenção, é claro, à batalha do Kosovo, em 1389.

Percorremos o futebol sérvio, com um especial foco no período após 1992, além dos principais jogadores atuais que possivelmente enfrentarão o Brasil na última rodada do Grupo E. Finalmente, vemos a dissolução da Iugoslávia numa perspectiva sérvia e a construção do novo Estado nacional após a independência montenegrina.

Posts Relacionados

Fronteiras Invisíveis do Futebol #54 Iugoslávia

Plavi

Fechando o Grupo E, Matias Pinto e Filipe Figueiredo viajam no tempo para explicar as ideias e os projetos pan-eslavos que levaram à criação da Iugoslávia, um lar nacional para os povos eslavos do sul: eslovenos, croatas, bósnios, sérvios, montenegrinos e macedônios.

Esta é uma base histórica para passarmos por outros países, como a Sérvia – herdeira da seleção iugoslava – e a Croácia (lembrando que já fizemos um programa sobre a Bósnia). Partimos da formação do Reino da Iugoslávia, passamos pela República Federal Socialista da Iugoslávia, governada por Josep Tito, até sua dissolução no começo da década de 1990. E, claro, mostramos o papel do esporte nesta trajetória.

Posts Relacionados