O Som das Torcidas #157 Religiões

Como bem definiu o historiador anglo-egípcio Eric Hobsbawm, o futebol é “quase uma religião leiga” do proletariado. Portanto, visitamos dez arquibancadas nas quais ecoam cânticos que expressam a religiosidade dos seus fiéis!

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #177 Semana Copeira XX

Estiveram presentes hinchas das equipes semifinalistas da Copa Libertadores: Bruno Fares (Palmeiras), Gonzalo Pirotti (Boca Juniors), Raisa Rocha (Grêmio) e Sebastián Cauvet (River Plate).

Além da charla futebolística, Leonardo Lepri voltou com a coluna Detrás del Arco, trazendo más notícias para as hinchadas dos rivais rosarinos e do San Lorenzo. Por outro lado, houve muita festa em Quito, para celebrar o centenário da LDU, na última terça-feira (23/10).

Posts Relacionados

SDT Na Bancada #07 Ocupa Palestra

De volta para às arquibancadas brasileiras, recebemos o coletivo Ocupa Palestra no nosso sofá de concreto. Em conversa com Lucas Daiki, nossos anfitriões Irlan Simões e Tiago Cassis discutiram a atualidade dos torcedores do Palmeiras na nova arena do clube.

Além do ingressos caros, também entrou na pauta o cerco que impede a concentração da torcida que canta e vibra nos arredores do seu próprio estádio.

Na mesa, o destino conspirou pela troca do nosso tradicional puxador Matias Pinto, por ninguém menos que Leandro Iamin, comandante do formato original do Som das Torcidas e palmeirense acima de qualquer suspeita. E ele também se abriu como torcedor.

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #164 El Tanque Sisley

Edição a puro huevo do Podcast DEL PUEBLO! No primeiro bloco, Matias Pinto entrevistou Ademar Martínez que defendia o CCyD El Tanque Sisley, clube que foi excluído da Primera División por dívidas com os jogadores.

Já na segunda parte, foi a vez de Leonardo Lepri Ferro se somar ao nosso condutor para falar sobre mais uma semana de Copa Libertadores e também ouvirmos o relato in loco de Bruno Fares – apresentador do It’s Time – que esteve apoiando o Palmeiras diante do Boca Juniors!

Quem trouxe outro depoimento picante foi EL BIGLIA DE LA GENTE que seguiu o Racing Club até São Januário, além de recordarmos os 15 anos da histórica vitória do Paysandu em plena Bombonera. Para fechar, uma homenagem ao roqueiro uruguaio Renzo Teflón, vocalista de Los Tontos, falecido na última segunda-feira (23/04).

Posts Relacionados

Conexão Sudaca #162 Semana Copeira X

Nosso apresentador Matias Pinto estava solito no Estúdio Manuel “Garrincha” dos Santos, mas estabeleceu contato com o amigo Flaco Amarelo, direto de Porto Alegre, que esteve na na capital paulista na última quarta-feira (11/04) para acompanhar o seu Boca Juniors na visita diante do Palmeiras.

Também lembramos do último jogo oficial entre alviverdes e xeneizes, válido pela semifinal da Copa Libertadores de 2001, e avaliamos os demais confrontos entre argentinos e brasileiros na atual edição da Copa Sul-Americana.

No mais, celebramos os 20 anos de carreira da banda cordobesa Los Caligaris, que lançou o DVD El Show Más Feliz del Mundo durante esta semana!

Posts Relacionados

Saudades do Municipal

Após um final de semana dedicado à Portuguesa e o seu Canindé, nesta terça chegamos à Praça Charles Miller – homenagem ao “pai” do futebol paulistano, segundo a História Oficial – em frente ao Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho; “o seu, o meu, o nosso, Pacaeeeeembuuuuu” para trocar uma ideia com a corintiana Leonor Macedo – acompanhada do seu filho – que comentou sobre as três fases de cantos da Fiel, na sua visão, além de temas delicados como machismo e palavrão nas arquibancadas.

pl

O próximo convidado da tarde era o animado Celso Unzelte, cuja entrevista foi transferida da arquibancada do Paca para o Auditório do Museu do Futebol, por motivos climáticos. Muita cantoria e bom humor marcaram o papo com o atual editor da Placarque contou sua trajetória acompanhando o Timão como torcedor e jornalista.

leonor

Com o cair do sol foi a vez de entrevistar o designer e palmeirense Gustavo Piqueira, afinal o estádio fundado em 1940 é casa de todas as torcidas de São Paulo. O autor de Coadjuvantes falou sobre “torcida que canta e vibra” principalmente na década de 1980, período em que o Palmeiras é tratado no seu livro de maneira bastante afetiva.

Celso

Durante a prosa com Piqueira, um senhor estacionou o carro próximo do local onde estávamos gravando, saiu do automóvel e fumou um cigarro enquanto observava nossa equipe em ação. Entre uma baforada e outra, diante da fachada art déco do Municipal, o motorista deve ter lembrado dos grandes momentos vividos naquela cancha, que devido ao atual momento do futebol da cidade recebeu apenas sete partidas de futebol no ano corrente, clamando por mais 90 minutos de bola rolando.

Piqueira

Posts Relacionados