SDT Na Bancada #22 El Sevilla No Se Vende!

A nossa caravana sacou o passaporte da mochila e rumou para o sul da Espanha, onde parou NA BANCADA do estádio Ramón Sanchez Piszjuán, na principal cidade andaluz.

Foi lá, no bairro do Nervión, que a mobilização dos torcedores do Sevilla Fútbol Club chamou a nossa atenção: com o mote El Sevilla No Se Vende que membros do coletivo ultra Biris Norte se juntaram ao grupo Accionistas Unidos SFC e mobilizaram a afición sevillista contra a aquisição do clube por investidores estrangeiros.

Conversamos com Moisés Sampedro Contreras, presidente da AUSFC, para entender como se dá a transformação dos clubes espanhóis em empresas nos anos 1990, e as táticas elaboradas por torcedores e acionistas de base para proteger o patrimônio centenário construído pela paixão dos blanquirrojos.

Posts Relacionados

SDT Na Bancada #08 Os Belenenses

Atravessamos o Atlântico para desembarcar nas arquibancadas portuguesas, mais precisamente no Estádio do Restelo!

Edgard Macedo, sócio do Clube de Futebol Os Belenenses, nos explica com detalhes a guerra dos adeptos contra a Sociedade Anônima Desportiva que se apropriou da equipa que interrompeu a hegemonia d’Os Três Grandes do país, ao sagrar-se campeã nacional na temporada 1945-46.

Além dos nossos titulares – Gabriel Brito, Irlan Simões, Matias Pinto, Thiago Cassis – contamos com a participação de Emanuel Leite Jr, novo membro da equipe, que trouxe um amplo panorama da empresarialização dos clubes em Portugal.

Posts Relacionados

SDT Na Bancada #01 Fútbol Argentino S.A.

O podcast mais longevo da Central3 ganha novo formato – alternando quinzenalmente com o modelo consagrado – para pautar os debates extra-campo, das arquibancadas para as ruas!

O nosso pesquisador Matias Pinto, ganha o reforço de Gabriel Brito – companheiro de Conexão Sudaca – e Irlan Simões – membro do conselho editorial do Baião de Dois e autor do livro Clientes versus Rebeldes.

Nesta edição inaugural, o trio cruza a fronteira com a Argentina para apresentar a ameaça das Sociedades Anónimas Deportivas, projeto que já fracassou no Chile, mas que conta com o apoio do atual presidente Mauricio Macri, que administrou o Boca Juniors por 12 anos.

Nosso guia foi o sociólogo Nico Cabrera, que fez apontamentos sobre a importância dos clubes no país e trouxe alguns antecedentes de “gestão empresarial” no futebol argentino.

Posts Relacionados